MSTI is creating Movimento Social
0

patrons

$0
per month

O Movimento Sem Teto do Ipiranga luta pelo direito constitucional à moradia a todos os cidadãos.


O Movimento dos Sem Teto do Ipiranga, desde 05 março de 2005, iniciou sua luta efetiva para conquista do direito a moradia justa, seu objetivos é a conquista do Terreno da Petrobras – Terreno localizado na Vila Carioca São Paulo, terreno ao lado de umas das maiores comunidades do Brasil, Heliópolis, com cerca de 120 mil habitantes, com famílias de diversas regiões do pais, que vieram para Heliópolis, em busca de oportunidade de dar um futuro melhor pra sim e sua família, com isto o MSTI, nasceu não para ser mais um de centenas de movimentos espalhados pela cidade, mais sim para ser o protagonista de ações de mobilização social em busca do direito real a moradia digna.
O Movimento Sem Teto do Ipiranga surgiu da parceria entre três amigos que moravam em Heliópolis, e compartilhavam a necessidade de ter moradia própria. Dessa forma, no dia 05 de março de 2005, Maksuel José Costa, Paulo Roberto Nunes Viana e Ércio José Rodrigues decidiram criar um movimento pacífico, com o objetivo de tornar possível a todos a luta pelo direito constitucional à moradia.
O Movimento dos Sem Teto do Ipiranga – MSTI foi constituído juridicamente em 12 de maio de 2012 sob o CNPJ 16.523.982/0001-36, com sede localizada na Rua Comandante Taylor, 1221, Sacomã, São Paulo, SP, CEP 04218-000 e telefone de contato (11) 2219-2254.
Atualmente conta com a colaboração de aproximadamente 7.000 mil pessoas cadastradas, que participam das atividades do movimento. como por exemplo atividades de mobilização social, atividades artísticas e culturais, o MSTI se tornou uns dos maiores organizadores de lutas e conquistas habitacionais no Ipiranga e Cidade de São Paulo, conquistando respeito admiração de autoridades nas três esferas de governo, acreditamos que só organizados é possível conquistar o direto a uma moradia digna e outros direitos fundamentais.
A metodologia de trabalho do Movimento Sem Teto do Ipiranga visa à cooperação mútua.
O Movimento Sem Teto do Ipiranga busca firmar convênios com a prefeitura, estado e governo federal, para construção de moradias, embasados na Constituição Federal que garante este direito a todos os cidadãos brasileiros. O movimento procura terrenos para sugerir parcerias em regiões carentes da cidade e, assim, quando a negociação entre as partes envolvidas é estabelecida, o grupo tem direito a indicar possíveis mutuários. Os nomes são submetidos pelo grupo à prefeitura e avaliados segundo os critérios do programa, como renda e vulnerabilidade social.
Para fazer parte do MSTI, os interessados precisam se cadastrar na entidade participando das ações de mobilizações sociais e de contribuição com movimento por intermédio de doações espontâneas . Uma vez integrante é necessário frequentar os eventos do movimento em que a participação gera ganho de pontuação em um ranking interno que define quem será indicado pelo grupo a programas de moradia popular.
Os integrantes na sua maioria são moradores de Heliópolis e devem ter renda familiar de até três salários mínimos, alguns são pais de família desempregados, mas a maioria são trabalhadores, mas também há um grande número de idosos. Todos os integrantes contribuem com trabalho voluntário, cada qual ajuda da forma que lhe é mais conveniente, o espírito de união e trabalho em equipe é notável.

O Movimento Sem Teto do Ipiranga luta pelo direito constitucional à moradia a todos os cidadãos.


O Movimento dos Sem Teto do Ipiranga, desde 05 março de 2005, iniciou sua luta efetiva para conquista do direito a moradia justa, seu objetivos é a conquista do Terreno da Petrobras – Terreno localizado na Vila Carioca São Paulo, terreno ao lado de umas das maiores comunidades do Brasil, Heliópolis, com cerca de 120 mil habitantes, com famílias de diversas regiões do pais, que vieram para Heliópolis, em busca de oportunidade de dar um futuro melhor pra sim e sua família, com isto o MSTI, nasceu não para ser mais um de centenas de movimentos espalhados pela cidade, mais sim para ser o protagonista de ações de mobilização social em busca do direito real a moradia digna.
O Movimento Sem Teto do Ipiranga surgiu da parceria entre três amigos que moravam em Heliópolis, e compartilhavam a necessidade de ter moradia própria. Dessa forma, no dia 05 de março de 2005, Maksuel José Costa, Paulo Roberto Nunes Viana e Ércio José Rodrigues decidiram criar um movimento pacífico, com o objetivo de tornar possível a todos a luta pelo direito constitucional à moradia.
O Movimento dos Sem Teto do Ipiranga – MSTI foi constituído juridicamente em 12 de maio de 2012 sob o CNPJ 16.523.982/0001-36, com sede localizada na Rua Comandante Taylor, 1221, Sacomã, São Paulo, SP, CEP 04218-000 e telefone de contato (11) 2219-2254.
Atualmente conta com a colaboração de aproximadamente 7.000 mil pessoas cadastradas, que participam das atividades do movimento. como por exemplo atividades de mobilização social, atividades artísticas e culturais, o MSTI se tornou uns dos maiores organizadores de lutas e conquistas habitacionais no Ipiranga e Cidade de São Paulo, conquistando respeito admiração de autoridades nas três esferas de governo, acreditamos que só organizados é possível conquistar o direto a uma moradia digna e outros direitos fundamentais.
A metodologia de trabalho do Movimento Sem Teto do Ipiranga visa à cooperação mútua.
O Movimento Sem Teto do Ipiranga busca firmar convênios com a prefeitura, estado e governo federal, para construção de moradias, embasados na Constituição Federal que garante este direito a todos os cidadãos brasileiros. O movimento procura terrenos para sugerir parcerias em regiões carentes da cidade e, assim, quando a negociação entre as partes envolvidas é estabelecida, o grupo tem direito a indicar possíveis mutuários. Os nomes são submetidos pelo grupo à prefeitura e avaliados segundo os critérios do programa, como renda e vulnerabilidade social.
Para fazer parte do MSTI, os interessados precisam se cadastrar na entidade participando das ações de mobilizações sociais e de contribuição com movimento por intermédio de doações espontâneas . Uma vez integrante é necessário frequentar os eventos do movimento em que a participação gera ganho de pontuação em um ranking interno que define quem será indicado pelo grupo a programas de moradia popular.
Os integrantes na sua maioria são moradores de Heliópolis e devem ter renda familiar de até três salários mínimos, alguns são pais de família desempregados, mas a maioria são trabalhadores, mas também há um grande número de idosos. Todos os integrantes contribuem com trabalho voluntário, cada qual ajuda da forma que lhe é mais conveniente, o espírito de união e trabalho em equipe é notável.

Recent posts by MSTI