calí boreaz

is creating poetry, spoken poems, videopoems, podcast

0

patrons
olá, sou poeta & dizedora de poesia*. através do patreon, podes provocar-me a dizer textos no meu podcast de poesia [spotify]
>>> calí boreaz ' balbúrdia

podes ouvir-me dizendo alguns dos meus aqui
>>> calí boreaz ' poesia

sou portuguesa & brasileira, ou nada disso. um exílio andarilho seria um melhor carimbo. nasci e cresci em Portugal, passei pela Romenia e agora vivo no hemisfério sul, no Rio de Janeiro. publiquei o livro outono azul a sul, um relato poético da clandestinidade, em edição luso-brasileira da Urutau\2018, com desenhos de Edgar Duvivier e António Martins-Ferreira e posfácio de João Almino. publiquei também o conto islandeses na coleção Identidade da Amazon Kindle, vol. II\2019, um ensaio poético sobre a lentidão.

a experiência literária, para mim, envolve mais sentidos. por isso, acredito que ela não está completa enquanto não juntares ao objeto-livro a escuta da sua trilha sonora, o mergulho nas suas paisagens e vozes e texturas através dos videopoemas, dos audiopoemas, das fotografias que vou compartilhando como extensão das páginas. a poesia é muito mais espaçosa do que o poema. por isso também apresento solos poéticos e jam poetry sessions, levando a poesia para o corpo e para o palco.

o instagram @caliboreaz, o facebook, o twitter, o youtube, o soundcloud são recursos que dinamizo a fim de complementar o livro com mais da poesia que gerou os poemas e com a que segue precedendo novas escritas.

a minha casa virtual, onde vou arrumando tudo isto: caliboreaz.com

visita-me, senta e toma um cafezinho comigo.
fico na escuta :)


* como atriz, uso o alteronimo Carolina Floare.
Tiers
PROVOCADORES
$2 or more per month

pede-me para dizer os teus poemas ou textos preferidos no meu podcast :)


a partir deste valor mensal simbólico, podes escolher poemas ou textos, de língua portuguesa ou outra, para que eu os interprete [1 a cada mês], fazendo referência ao teu nome como provocador desse momento.


ah, também podes escolher se preferes a interpretação em português lusitano ou brasileiro.


desde já, o meu agradecimento por estares comigo nesta aventura de espalhar poesia pelo mundo.

olá, sou poeta & dizedora de poesia*. através do patreon, podes provocar-me a dizer textos no meu podcast de poesia [spotify]
>>> calí boreaz ' balbúrdia

podes ouvir-me dizendo alguns dos meus aqui
>>> calí boreaz ' poesia

sou portuguesa & brasileira, ou nada disso. um exílio andarilho seria um melhor carimbo. nasci e cresci em Portugal, passei pela Romenia e agora vivo no hemisfério sul, no Rio de Janeiro. publiquei o livro outono azul a sul, um relato poético da clandestinidade, em edição luso-brasileira da Urutau\2018, com desenhos de Edgar Duvivier e António Martins-Ferreira e posfácio de João Almino. publiquei também o conto islandeses na coleção Identidade da Amazon Kindle, vol. II\2019, um ensaio poético sobre a lentidão.

a experiência literária, para mim, envolve mais sentidos. por isso, acredito que ela não está completa enquanto não juntares ao objeto-livro a escuta da sua trilha sonora, o mergulho nas suas paisagens e vozes e texturas através dos videopoemas, dos audiopoemas, das fotografias que vou compartilhando como extensão das páginas. a poesia é muito mais espaçosa do que o poema. por isso também apresento solos poéticos e jam poetry sessions, levando a poesia para o corpo e para o palco.

o instagram @caliboreaz, o facebook, o twitter, o youtube, o soundcloud são recursos que dinamizo a fim de complementar o livro com mais da poesia que gerou os poemas e com a que segue precedendo novas escritas.

a minha casa virtual, onde vou arrumando tudo isto: caliboreaz.com

visita-me, senta e toma um cafezinho comigo.
fico na escuta :)


* como atriz, uso o alteronimo Carolina Floare.

Recent posts by calí boreaz

Tiers
PROVOCADORES
$2 or more per month

pede-me para dizer os teus poemas ou textos preferidos no meu podcast :)


a partir deste valor mensal simbólico, podes escolher poemas ou textos, de língua portuguesa ou outra, para que eu os interprete [1 a cada mês], fazendo referência ao teu nome como provocador desse momento.


ah, também podes escolher se preferes a interpretação em português lusitano ou brasileiro.


desde já, o meu agradecimento por estares comigo nesta aventura de espalhar poesia pelo mundo.