Pedro Paiva is creating Videogames, criticism, translation, animation.
9

patrons

$10
per month
Hi! My name is Pedro Paiva and I'm making videogames and videogame related media since at least 2011. Most of my work is available at my store in Itchio and my blog Menos Playstation. You can find me in Twitter too. You also can hear the Ataque Podcast that is a project of mine and various friends.

I'm not here to be exploited so I'm not doing "rewards". My regular works are strictly what I want to do and what I have the resources to do. You can support me if you think that my work is important by itself. If you want some kind of memorabilia or privileges you will be disappointed.

I don't want to have "fans" either, that's a horrible idea. When you are involved with "fans", you are actually compromising your work, making it subject to consumer expectations that reduce their possibilities. I just want to survive and help build a better videogame community beyond gamer consumption and the "get rich or die trying" ethics that erode the indie scene. Community for me doesn't mean "a bunch of players to be exploited". I want to avoid the toxic habits of videogame and art as much as possible. Fellows are much better than fans and gamers should not exist as an identity.

Also my videogames are not art, if you ask me. If you want to call them art, well, go on. It's out of my hands. But you are being strategically incorrect by doing it.

~~

Olá! Meu nome é Pedro Paiva e eu faço videogames entre outras coisas relacionadas desde, pelo menos, 2011. A maior parte do meu trabalho está disponível na minha loja do Itchio e no meu blog Menos Playstation. Vocês podem me encontrar também no Twitter. Ou me ouvir no Ataque Podcast, que é um projeto que toco com vários amigos.

Eu não estou aqui pra ser explorado, então não pratico "recompensas". Meu trabalho regular é exatamente o que eu faço e o que eu tenho recursos para fazer. Você pode me apoiar se acha que meu trabalho é importante por si só. Se você procura por algum tipo de memorabilia ou privilégio, talvez fique depecionado.

Tampouco quero fazer "fãs", acho uma péssima ideia. Quando você se compromete com "fãs", está na verdade submetendo aquilo que faz a uma expectativa de consumidor, reduzindo as possibilidades reais do trabalho. Eu só quero sobreviver e ajudar a construir uma comunidade do videogame melhor e além do consumo e da mentalidade "fique rico ou morra tentando" que corrompe a cena indie. Comunidade para mim não significa "um monte de jogadores que eu posso explorar". Eu gostaria de evitar os hábitos tóxicos do videogame e da arte, o máximo que eu puder. Camaradas são muito melhores do que fãs, e gamers não deveriam existir como uma identidade.

A propósito, se me perguntassem eu diria que meus videogames não são arte. Quem quiser chamar de arte, vá em frente, isso está fora do meu alcance. Mas eu diria que você está sendo estrategicamente incorreto.
Hi! My name is Pedro Paiva and I'm making videogames and videogame related media since at least 2011. Most of my work is available at my store in Itchio and my blog Menos Playstation. You can find me in Twitter too. You also can hear the Ataque Podcast that is a project of mine and various friends.

I'm not here to be exploited so I'm not doing "rewards". My regular works are strictly what I want to do and what I have the resources to do. You can support me if you think that my work is important by itself. If you want some kind of memorabilia or privileges you will be disappointed.

I don't want to have "fans" either, that's a horrible idea. When you are involved with "fans", you are actually compromising your work, making it subject to consumer expectations that reduce their possibilities. I just want to survive and help build a better videogame community beyond gamer consumption and the "get rich or die trying" ethics that erode the indie scene. Community for me doesn't mean "a bunch of players to be exploited". I want to avoid the toxic habits of videogame and art as much as possible. Fellows are much better than fans and gamers should not exist as an identity.

Also my videogames are not art, if you ask me. If you want to call them art, well, go on. It's out of my hands. But you are being strategically incorrect by doing it.

~~

Olá! Meu nome é Pedro Paiva e eu faço videogames entre outras coisas relacionadas desde, pelo menos, 2011. A maior parte do meu trabalho está disponível na minha loja do Itchio e no meu blog Menos Playstation. Vocês podem me encontrar também no Twitter. Ou me ouvir no Ataque Podcast, que é um projeto que toco com vários amigos.

Eu não estou aqui pra ser explorado, então não pratico "recompensas". Meu trabalho regular é exatamente o que eu faço e o que eu tenho recursos para fazer. Você pode me apoiar se acha que meu trabalho é importante por si só. Se você procura por algum tipo de memorabilia ou privilégio, talvez fique depecionado.

Tampouco quero fazer "fãs", acho uma péssima ideia. Quando você se compromete com "fãs", está na verdade submetendo aquilo que faz a uma expectativa de consumidor, reduzindo as possibilidades reais do trabalho. Eu só quero sobreviver e ajudar a construir uma comunidade do videogame melhor e além do consumo e da mentalidade "fique rico ou morra tentando" que corrompe a cena indie. Comunidade para mim não significa "um monte de jogadores que eu posso explorar". Eu gostaria de evitar os hábitos tóxicos do videogame e da arte, o máximo que eu puder. Camaradas são muito melhores do que fãs, e gamers não deveriam existir como uma identidade.

A propósito, se me perguntassem eu diria que meus videogames não são arte. Quem quiser chamar de arte, vá em frente, isso está fora do meu alcance. Mas eu diria que você está sendo estrategicamente incorreto.

Recent posts by Pedro Paiva