BANTUMENPodcast: Ponto de vista anti-racista de Rgzus e Loiro


RGZUS e LOIRO foram os artistas convidados do 13.º episódio do BANTUMENPodcast. São dois artistas que, embora de zonas completamente opostas, vivem a mesma luta e estão focados no sucesso das suas carreiras enquanto percursores do drill e trap, respetivamente, em Portugal. 

Rgzus é da Margem Sul, Barreiro, e trabalha em colaboração com o Gang 283, de Minguito, Mad, Colombiana Call Me Gringo, Clyde, Breezy6ix, Silva, Hated, Sandrini e Chiefg. O drill é o estilo onde mergulhou de cabeça e que tem adaptado à sua personalidade e vivências.

Já Loiro, é filho da Linha de Sintra, cresceu na Amadora e tem na Força Suprema o motor da sua carreira. É no conjunto de NGA, Don G, Masta e Prodígio que Loiro bebe inspiração e orientação.

Neste podcast, os rappers falaram-nos dos temas de atualidade global, racismo e covid-19, sobre como os tem afetado pessoal e profissionalmente.

Eddie Pipocas começou por abordar algumas questões sobre as manifestações antirracistas, o movimento Black Lives Matter e sobre a necessidade dos jovens abordarem o tema entre si.

Loiro explicou que a sua educação não lhe permitiu focar nas diferenças de cada um e que a sua geração pode ser ponto de viragem para a problemática sistémica e sistemática. “Não tem como, está no ADN e nós estamos aqui para mudar isso”, afirmou.

Com opiniões muito pessoais, ambos foram dando o reflexo real de tudo o que sempre fez parte dos seus ideais. No caso de Rgzus, quando questionado se o tema racismo faz parte de conversas com os seus amigos negros, o rapperpronunciou-se dizendo que, “como está presente na nossa sociedade, temos que acabar por falar porque nós também vivemos isto”. E mesmo que o problema não tenha uma solução definitiva, o tempo pode vir a ser o melhor remédio. “É um processo evolutivo”, dizem.

Rgzus contou que, apesar de 2020 se estar a revelar um ano hostil, o confinamento alavancou os seus negócios e que tem em carteira bons projetos para lançar. Por sua vez, Loiro, confirma que este ano “’ta duro”, mas não é por isso que se deixa vencer e continua assim a trabalhar nos seus projetos. 

Rgzus explicou ainda as “regras” do mundo “di drill”, como é que a sua crew faz a magia acontecer, entre outros assuntos. 

Já o rapper da Linha de Sintra, explicou o que lhe motiva a continuar a lutar para chegar ao estrelato e como foram os primeiros passos ao lado da sua label, a Lisbon Entertainment, liderada por Don P.

Become a patron to

Listen anywhere
Connect via private message